A MAIOR OPORTUNIDADE DO ANO: Matricule-se com 30% OFF. Cursos a partir de R$ 62,93/mês.

Recrutamento Inclusivo: como conduzir na sua empresa?

Fundamental para melhorar a experiência dos colaboradores, o recrutamento inclusivo enriquece a vivência corporativa, proporcionando mais criatividade em projetos e melhorando a imagem do negócio.

O modelo leva em conta diferentes perfis de candidatos, suas necessidades específicas, experiências profissionais e pessoais e de que forma isso impacta positivamente as empresas.

Focado mais no ser humano do que no perfil ideal para exercer uma determinada função, o recrutamento inclusivo entende o candidato como um ser único com suas características, histórias e expectativas.

Além disso, atualmente esse é um dos métodos para que as empresas podem praticar para que tenham times mais diversos e promovam ambientes de trabalho mais inclusivos.

Quer entender mais sobre o assunto? Então continue a leitura.

O que é recrutamento inclusivo? 

Quando uma empresa é capaz de dar as mesmas oportunidades profissionais para candidatos diversos em gênero, raça, orientação sexual e idade, por exemplo, dizemos que ela tem um processo de recrutamento inclusivo.

Em outras palavras, isso significa que candidatos de perfis distintos, com as mesmas habilidades e competências, e que estejam alinhados à cultura e ao propósito da empresa, concorrem de igual para igual.

Para alcançar a diversidade de forma efetiva, um fator cada vez mais indispensável dentro das companhias, é preciso que as mesmas condições sejam estabelecidas para esses profissionais.

Por que investir em recrutamento inclusivo? 

Empresas que promovem ambientes mais diversos percebem melhorias em suas atividades internas, como o desenvolvimento de projetos mais criativos e na percepção do colaborador em relação à empresa. Além disso, são capazes de impulsionar novas soluções e quebrar barreiras, bem como estimular habilidades como empatia, criatividade, resiliência, solidariedade e produtividade.

 

melhoria da employer branding do negócio.

Isto é, investir em diversidade ajuda a melhorar a imagem da empresa, contribuindo para o sucesso do negócio. Inclusive, quando a empresa inclui a diversidade na estratégia de employer branding, o custo com contratação cai em 50%, conforme uma pesquisa feita pelo Linkedin.

Dessa forma, é possível atrair e reter profissionais ao mesmo tempo em que se desenvolve uma boa reputação diante de investidores e parceiros. 

3 dicas para colocar em prática o recrutamento inclusivo

Muitas empresas desejam promovê-lo, mas a maioria não sabe como. Para ajudar, trouxemos algumas dicas. Veja:

 

1. Mostre que a vaga é para todos

Para que o anúncio das vagas chegue ao maior número possível de profissionais com perfis distintos, é preciso recrutar de forma adequada.

Uma das formas de garantir isso é descrevendo a vaga sem habilidades obrigatórias e evitar exigir experiências que podem ser excludentes economicamente como, intercâmbios, por exemplo.

Outra dica é não determinar a vaga para um grupo específico. Ou, quando houver essa necessidade, segmentar a divulgação para anunciar apenas entre o público buscado. A tecnologia é uma grande aliada para estabelecer esses filtros.

 

2. Adote uma comunicação inclusiva

Além disso, é preciso que esses anúncios falem a língua do público em questão. Então, evite expressões que segregam a vaga. Ou seja, que passem uma mensagem que algum grupo de pessoas não tem vez no processo seletivo.

Prefira uma linguagem neutra, evitando adjetivos e substantivos de gênero. Ao utilizar pronomes de tratamento, considere sempre como a pessoa gosta de ser tratada e como se identifica socialmente.

E não se esqueça dos profissionais com alguma deficiência cognitiva. Apostar em descrição de imagens e legendas em vídeo é uma maneira de acolher esse grupo em um processo seletivo.

 

3. Aposte em entrevistas acolhedoras

A entrevista é o momento em que o candidato mostra, além de suas habilidades e competências, a sua personalidade. Sendo assim, a empresa deve estar capacitada e treinada para fazê-la de forma acolhedora.

Cabe a organização conduzir a entrevista livre de posturas intimidatórias, captando o melhor dos profissionais, e sem limitar sua experiência. A capacitação dos recrutadores é fundamental para excluir qualquer tipo de preconceito em suas tomadas de decisão. 

 

Leia também Como escolher a empresa ideal para trabalhar? Descubra em 5 passos.

Invista no seu futuro profissional

Personalize sua carreira com Pós e MBAs que cabem no seu bolso.

 

Na Pós Personalizada UNINASSAU Digital, você monta o seu curso de acordo com as suas necessidades, investindo a partir de R$ 2,40 por dia. Além disso, pode concluir a sua especialização em até 6 meses.

 

Prepare-se para dar um up na carreira com um dos maiores grupos educacionais do Brasil.

 

 Acesse o nosso site e conheça nossos cursos.